Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Assédio Moral no Ambiente de Trabalho

Passo a passo para reunir provas sobre o assédio moral. Muito interessante. Bom deixar aqui registrado.


"O que a vítima deve fazer?

* Resistir: anotar com detalhes toda as humilhações sofridas (dia, mês, ano, hora, local ou setor, nome do agressor, colegas que testemunharam, conteúdo da conversa e o que mais você achar necessário).
* Dar visibilidade, procurando a ajuda dos colegas, principalmente daqueles que testemunharam o fato ou que já sofreram humilhações do agressor.
* Organizar. O apoio é fundamental dentro e fora da empresa.
* Evitar conversar com o agressor, sem testemunhas. Ir sempre com colega de trabalho ou representante sindical.
* Exigir por escrito, explicações do ato agressor e permanecer com cópia da carta enviada ao D.P. ou R.H e da eventual resposta do agressor. Se possível mandar sua carta registrada, por correio, guardando o recibo.
* Procurar seu sindicato e relatar o acontecido para diretores e outras instancias como: médicos ou advogados do sindicato assim…
"Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades não sejam permanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz". 
Caio Fernando Abreu

O Poder do Hábito

Imagem
O Poder do Hábito (Charles Duhigg). Livro excelente, cheio de boas ideias e orientações para a vida pessoal e corporativa. Comprei há tempos em uma dessas livrarias de aeroporto, após uma citação dele na aula de MBA. Só agora, anos depois, sabe-se lá por quê, tirei-o do meio dos outros livros "inéditos" para ler. Agora entendo como alguns livros pulam de seus esconderijos para as nossas vidas. #mudandodevida #mudandodehabitos #rotinadesucesso #sonhosnovos #novosrumos
Se o poderoso cai, somem até favoritos. Se o pobre sobe surgem amigos irrestritos.E até aqui o amor segue a fortuna, eu digo: A quem não precisa, nunca falta um amigo. Mas quem precisado prova um falso amigo, descobre oculto nele um inimigo antigo.

William Shakespeare

Sou Teu Deus

Imagem
Eu tenho visto atentamente tua aflição
E tenho ouvido o teu clamor, sim meu povo.
Eu sou teu Deus, estou cuidando de você
para todo o sempre(2x)

Por isso vou livrar ti da mão do inimigo
Vou fazer você subir a uma terra
Onde mana leite e mel. (2x)
Você vai morar no céu para todo o sempre

Eu tenho visto atentamente tua aflição
E tenho ouvido o seu clamor, sim meu servo.
Eu sou teu Deus, estou cuidando de você para todo o sempre.
Eu tenho visto atentamente tua aflição
E tenho ouvido o seu clamor, sim meu povo.
Eu sou teu Deus, estou cuidando de você para todo o sempre.

Por isso vou livrar ti da mão do inimigo
Vou fazer você subir a uma terra
Onde mana leite e mel. (2x)
Você vai morar no céu para todo o sempre
Eu sou teu Deus para todo o sempre...
Eu sou teu Deus para todo o sempre...

Por que as pessoas gritam no trabalho?

No fundo de todo grito há uma enorme arrogância ou uma profunda rebeldia. Ou seja: em essência, a motivação é atacar ou desafiar.
Poucas cenas são tão deploráveis no contexto do trabalho como aquela em que um colega grita com o outro. Não importa o motivo e não importa a hierarquia – em qualquer circunstância, gritar com alguém é um recurso absolutamente desnecessário, além de ultrapassado e inadequado. No entanto, em muitas empresas, as pessoas continuam gritando no trabalho. Por que isso acontece?

Tenho duas modestas opiniões: uma baseada em conceitos acadêmicos e outra baseada unicamente em coisas do coração.

Vamos à primeira, a acadêmica, que agrada mais aos racionais.

Se o “gritador” não exerce nenhum tipo de poder ou hierarquia sobre o “surdo”, então estamos diante de um simples caso de falta de educação ou descontrole emocional. Isso num contexto em que o profissional deveria ser altamente socializado e integrado – pelo menos em teoria. No entanto, se o “gritador” é o chefe do…
Assédio Moral no Ambiente de Trabalho. (registrar nesta data)