Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2004

Baba, baby!

Imagem
"Não sei o que tem a voz dele... mas ele me chama de 'cara' e eu adoro!"
Meditava na minha incapacidade de conquistar.
Lembrei de um texto que li no blog da Fulana e Beltrana e achei a minha cara, eis um pedacinho:

"A verdade é que não sei conquistar e meu destino não será outro que não a solidão. Modéstia à parte, se não estou apaixonada, me passo por mulher divertida, espirituosa, interessante até. Porém, quando ao meu lado está o homem que faz os sinos badalarem, dá zebra. Perco a fala, meto os pés pelas mãos, passo a marcha errada, gaguejo, esqueço o final da piada. Ou seja: sou um fiasco no jogos de conquista.

Conheço as regras: não pode ser chata, não pode reclamar, nem rolar tudo na primeira noite. Cobranças, nem pensar. Decorei. E tem mais: humor refinado é visto com bons olhos, assim como ser sexy sem apelar para vulgaridade, mostrar perspicácia e inteligência - mas não muita, ou pode assustar. Ter opinião, ser vaidosa, carinhosa na medida, nã…

Quem mente, o nariz cresce!

Imagem
"Quem sabe ainda sou uma garotinha, esperando o ônibus da escola sozinha
Calçada com minhas meias tres quartos
Rezando baixo pelos cantos por ser uma menina má...
Quem sabe o príncipe virou um chato, que vive dando no meu saco
Quem sabe a vida é não sonhar..."

(Malandragem - Cássia Eller)

Quem mente, o nariz cresce!
Já dizia minha mãe.


Se tem uma coisa que eu detesto é ser enganada. Pra enganar alguém é necessário mentir. Detesto a mentira!
Sempre ouvi que quem mente, rouba. E tem razão, rouba muita coisa, rouba a minha paciência, rouba a minha confiança... porque eu acho que não existe pessoa mais crédula do que eu. Acredito em tuuuudo! Deve ser por isso que tenho um sexto sentido tão aguçado. Mesmo acreditanto em tudo, sempre tem algo dentro de mim que procura os erros na versão da pessoa, automaticamente, e guarda em algum lugar do meu cérebro, pra depois juntar tudo e me mostrar o que é verdade o que não é. Não é à tôa que Satanás é o Pai da Mentira, que mentir…
"...telefona, não deixa que eu fuja, me ocupa os espaços vazios
me arranca dessa ansiedade, me acolhe, me acalma em teus braços macios"

(O que é que há - Fábio Jr)
Imagem
"E na distância morro todo dia sem você saber..."
(À Distância - Roberto Carlos/ Erasmo Carlos )
Mais cansada do que ontem.
Cheguei três horas da manhã porque a gente saiu tarde da noite pra comemorar o aniversário de Bárbara que foi colega de faculdade de Kedma.
4 mulheres e um homem. Quem? Gil - o próprio. O nosso motorista! (tadinho, ninguém merece deixar cada uma de nós num lugar diferente toda vez que sai com a gente)
Antes de ir, conversava com meu amigo no msn que brincou na hora de se despedir:

"inté mais tarde.quero ver sua animação. eu, vc, a aniversariante, os amigos dela, siri, iris, espalhafatosa, os vendedores de amendoim, castanha e queijo, os trafica, as putas e toda a galera do mal..."

A gente pensava que não ia ter ninguém na orla, só a galera do mal, como ele disse, já que era no meio da semana... que nada! Tava cheio de gente. Entupido! O povo não tem o que fazer mesmo. Ou tem e não se preocupa se no outro dia vai estar caindo de s…
Imagem
"Não se deve xingar a vida,
a gente vive, depois esquece..."



Cansada.
Esses ônibus me matam.
Nada a declarar.

(...)

Por que mulher é tão besta?
Por que eu sou tão besta?

ESCREVI O NOME SAL!!!

Imagem
"E a esfinge da espera, olhos de pedra sem pena de mim...
Faz tanto frio, faz tanto tempo..."

Mas hoje eu estou feliz... adivinhem por quê!
ESCREVI O NOME SAL!!!*


*By Ilcynha Siri-na-lata (a explicação desse chiste se dará em um post do Dose Dupla em breve)

Alguém já notou, pelo menos uma pessoa, meu amigo dono do Análise Conjunta , a minha mudança de humor. Realmente... parece que a melancólica tristeza está indo embora por enquanto. Acho uma pena, já que minha criatividade fica mais aguçada quando me encontro em leve depressão. Quando estou feliz, fico boba, abobalhada, abestalhada, e saem posts como o de hoje, cheio de historinhas sem graça e só eu rio, mas... me deixem... posso falar minhas besteiras?!

Ontem ainda estava meio triste, mas nem tanto. Dia chato, fiquei a manhã toda tentando fazer uma matrícula numa disciplina isolada, sentada na escadaria da reitoria, com fome, perdi trabalho, fui trabalhar de tarde, uma aporrinhação, um dia de chuva fininha e chata.
Liguei …

A teoria dos 6 graus

Imagem
"Digam o que disserem
O mal do século é a solidão
Cada um de nós imerso em sua própria arrogância
Esperando por um pouco de afeição"

(Esperando por Mim-Renato Russo)


Há algum tempo atrás eu nunca tinha ouvido falar sobre isso. Mas sabe quando você nunca ouve uma coisa e basta a primeira vez pra você ficar ouvindo sempre? Pois é, a teoria dos 6 graus agora é presença marcante na minha vida... com exagero, claro. É igual a aquela música de Alcione: "Você me vira a cabeça, me tira do sério..." Nunca tinha ouvido, até que um amigo comenta por acaso e pronto! A música nunca mais saiu dos meus ouvidos... chega a enjoar.
Não sabe o que é a Teoria do 6 graus? Faça como eu, procure saber e verá como nunca mais conseguirá se desvencilhar desse conceito (hoje eu estou tão exagerada!).
Mas o que eu quero contar é que além de ser amiga de Celebridade, ter tirado foto com o Marcelo Serrado e ter almoçado várias vezes com o repórter Alexandre Garcia... eu tenho …
Imagem
"Me abraça e me dê um beijo, faça um filho comigo
mas não me deixe sentar na poltrona no dia de domingo..."
Imagem
"Eu tava triste, tristinho
mais sem graça que a top model magrela na passarela
Eu tava só, sozinho..."

(Zeca Baleiro- Telegrama)
Tava não, tô. E sou a própria top model magrela na passarela.
Dormi na casa da minha amiga Jamille, recebi muitos carinhos, relembrei o passado. Sim, a casa da minha amiga era o meu refúgio assim que cheguei aqui em Aju há 9 anos atrás.
Quando me sentia só, sozinha, ia pra casa dela e esperava o seu irmão, meu namoradinho na época, chegar do trabalho pra me dar mais carinho.
Hoje tudo mudou. Ele casou e eu nem o vi, mesmo morando ao lado. Só a esposa dele, que parece ainda me odiar porque sabe que a família dele gosta muito de mim e sempre quis o meu casamento com ele.
Estava até pensando... por que eu não fiquei com ele?
Sempre gostei dele, era meu amigo, gostava da atenção que ele me dava.... mas simplesmente... não me apaixonei por ele. Sei lá porque essas coisas acontecem.
Só sei que hoje viajei no passado. Parece que em min…
Imagem
Como eu sei que nos finais de semana isso aqui fica entregue às moscas, deixo apenas uma poesia interessante de Carlos Drummond de Andrade.
Vou passar meu final de semana com amigos. Rindo, amando e querendo bem.
Dei um fim aos momentos melancolia. Cansei de ser triste e sentir saudade. Cansei de ser apaixonada (sim, nunca neguei que estava). Cansei de me arrepender do que disse ou do que fiz. Quanta besteira! Logo eu que nunca me arrependia de nada.
Ora, meu sorriso é lindo! Tenho mais é que rir!!!!

Beijos a todos e tenham um Feliz Sábado!

Não se mate

Carlos, sossegue, o amor
é isso que você está vendo:
hoje beija, amanhã não beija,
depois de amanhã é domingo
e segunda-feira ninguém sabe
o que será.

Inútil você resistir
ou mesmo suicidar-se.
Não se mate, oh não se mate,
reserve-se todo para
as bodas que ninguém sabe
quando virão,
se é que virão.

O amor, Carlos, você telúrico,
a noite passou em você,
e os recalques se sublimando,
lá dentro um ba…

Acho que sempre namorei gigolôs.

Nossa, que coisa horrível de se dizer. Na verdade eu namorei um que até tinha boa vontade de me pagar alguma coisa, mas estava sempre sem dinheiro. Eu bancava quase tudo. E não me incomodava tanto assim. Também saí com outros que só queriam me explorar. Quando não dividiam a conta, faziam com que eu pagasse tudo. Esses nem me dignei (ou indignei) a namorar. Outro namoradinho até me surpreendeu. Era um bruto! Nunca sorria, mas abria a porta do carro pra mim e pagava a conta. Mas era só. Vivia querendo disputar comigo quem tinha mais conhecimentos de engenharia, já que tínhamos a mesma profissão, sendo que eu tinha apenas 1 ano de formada contra os 5 dele. Total indelicadeza! Já conheci muitos indelicados em minha vida... fossem eles amigos ou pretendentes... e hoje em dia, apesar de ser boazinha e nunca achar justo explorar o bolso de homem, fico encantada quando eles decidem pagar a minha conta. Tenho amigas que fazem o namorado, peguete, amante, sejá lá o quer fo…
Imagem
"Tá vendo aquele edifício, moço? Ajudei a levantar..."

Cara, eu acho que preciso de análise!
Tô ficando maluca! Não posso ver uma construção civil, uma obra qualquer que fico olhando, olhando, analisando, estudando... pode ser o que for.
Se entro na casa de alguém, analiso do teto até as fundações (não, não tenho visão de raio x, mas imagino, ora!). Nem me dou conta que estou viajando, absorta, catatônica.
Um amigo até já sabe a cara que eu faço, fica me imitando... e o pior é que eu não percebo logo, tamanho é o meu estágio de contemplação.
Pra quem se apaixonou pela engenharia porque viu colegas analisando a estrutura da biblioteca, até que eu estou normal.
Mas hoje foi até engraçado. Estava no terminal do centro olhando a reforma (mais uma), com o olhar perdido na calçada que estava sendo colorida e nem vi quando um colega do trabalho se aproximou.
Ele é daquele tipo de gente que te faz um milhão de perguntas e nem espera que elas seja respondidas. É óbv…

Depois de algum tempo...

Imagem
"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma...
E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas."

Ontem numa entrevista num desses canais de TV a cabo, a atriz Drew Barrimore falou sobre algo que me chamou a atenção.
Perdas
- se apegar, criar vínculos e depois ter que dizer adeus, se afastar, se despedir. Ela falou sobre sua dificuldade em aceitar isso, já que as pessoas estavam sempre saindo de sua vida. E confessou: aprendeu a lidar com esse sentimento, mas nunca o compreendeu.
De Drew Barrimore, viajei até Selton Melo e o seu personagem Chicó no Auto da Compadecida de Ariano Suassuna. Seu amigo apostou uma tira de couro das suas costas, nem lembro por quê, mas a todo momento ele vivia atormentado com a possibilidade de perder: "Eu tô cansado de ficar com um tira de couro, sem uma tira de couro, com uma tira de couro, sem um tira de couro... Ai meu couro, meu courin…

Amar-amaro

Imagem
(Carlos Drummond de Andrade)

Porque amou por que amou
se sabia
p r o i b i d o p a s s e a r s e n t i m e n t o s
ternos ou desesperados
nesse museu do pardo indiferente
me diga: mas por que
amar sofrer talvez como se morre
de varíola voluntária vágula evidente?

ah PORQUE AMOU
e se queimou
todo por dentro por fora nos cantos ecos
lúgubres de você mesm(o,a)
irm(ã,o) retrato espetáculo por que amou?

se era para
ou era por
como se entretanto todavia
toda via mas toda vida
é indignação do achado e aguda espotejação
da carne do conhecimento, ora veja

permita cavalheir(o,a)
amig(o,a) me releve
este malestar
cantarino escarninho piedoso
este querer consolar sem muita convicção
o que é inconsolável de ofício
a morte é esconsolável consolatrix consoadíssima
a vida também
tudo também
mas o amor car(o,a) colega
este não consola nunca de nuncarás.


"O Rio de Janeiro continua lindo!!!"

Imagem
Eu estive lá, tá! Não, eu não sou a gorda da foto. Muito menos a mulher de cabelo vermelho, nem a velhinha de cabelo branco. Qué isso!? Eu sou a magrela de saia rosa!!!! Sei que me conhecem.
Nossa, como os dias passam rapidamente. Já faz uma semana...

Águas Passadas

Imagem
(Guilherme Arantes)

O céu está tão nublado
há tempos que não fica assim
só me recordo de águas passadas,
montes de gente, e nada de mim
eu só quero um motivo decente,
- você não entende - se eu gritar
ah!! ninguém ouve, não.
O céu está tão nublado
há tempos que não fica assim
você reclama da falta de sorte,
- "A velha alegria ainda há de vir"
mas eu tenho certeza
que essa saudade não leva a nenhum lugar

ah!! ninguém ouve não
ah!! ninguém ouve não
Imagem
"Você foi a melhor coisa que eu tive e a pior também em minha vida/
você foi um amanhecer cheio de luz e de calor/
e ao mesmo tempo o anoitecer, a tempestade, a dor/
Você foi o meu sorriso de chegada e a minha lágrima de adeus".


O melhor de se viajar... voltar e ver que sua vida normal é maravilhosa.
Foi preciso ficar uns dias ausente do trabalho pra ter certeza de como é bom estar ali.
Como é bom ficar de manhã mandando mensagens eletrônicas umas para as outras e rir com cada frase espirituosa.
Correr pra porta pra contar alguma coisa engraçada que lembrou.
Fazer vaquinha pra festinha de aniversário da chefe.
Rir.
Rir porque minha amiga tem hiperidrose (acho que é esse o nome) e quando fica nervosa corre para o ar-condicionado com as mãos e os pés pingando de suor. Tadinha! Eu sei que não é pra rir, mas é que toda vez ela volta toda assanhada, assustada, com os cabelos nas alturas, sacudindo as mãos. E a gente ri de tudo mesmo.
Cantar músicas idiotas.
E…

Eu voltei. Voltei para ficar... porque aqui... aqui é meu lugar!!!!!

Imagem
Se aqui é meu lugar eu não sei. E nem sei se vou ficar... mas por enquanto ver a minha casinha, a minha caminha, mesmo que tudo vazio sem meu irmãozinho (que ainda está no Rio e não me deu a míííííínima enquanto eu estava lá) é tudo de bom.
Já estou com saudade dos amigos que fiz no Rio.
Dizem que o final da festa é sempre a melhor parte, e não poderia ser diferente nessa minha viagem de apenas 4 dias. Pouco tempo pra tanta coisa pra se ver e tantos amigos pra se encontrar. Realmente queria ter encontrado alguns amigos blogueiros, mas não deu, no entanto, aceito convites para a próxima.
Aguardem fotos e histórias picantes. Mentira! Tem histórias picantes, não, mas fotos vai ter, sim.


Nossa! A minha viagem de volta foi cansativa.
Estava com tanto, mas tanto sono que dormi o tempo todo mesmo naquelas poltonas desconfortáveis. Nem lembrei do medo que tenho de avião.
Fora o sono estava com um cólica miserável, morreeeendo de dor. Saí arrastando minha mala e minha alma, a…

Queridos, ESTOU NO RIO!!!!!!!!!!!

Sim, o Rio de Janeiro, cidade maravilhosa e por enquanto está tudo maravilhoso.
Nesse exato momento estou no laboratório de Corrosão na UFRJ, ao lado da minha amiga Flávia Jorlane.
É, verdade. Enlouqueci e viajei. Só falta pular de pára-quedas... E volto em breve com muuuuitas histórias e muuuuitas fotos.
Não, ainda não vi o Cristo e o Pão de Açúcar, mas eles estão ali... daqui há pouco poderei vislumbrá-los.
Sim, a vida é linda, a amizade é divina e o amor é azulzinho e tem uma cara linda!!!!!!!

Beijos a todos.
E sintam-se a vontade pra dizer se estão com saudades.

Falei e Disse.
Fala sééééério! Caraca, maluco! Eu mereço estar aqui.

Versos Íntimos

"Vês! Ninguém assistiu ao formidável
Enterro da tua última quimera.
Somente a Ingratidão - esta pantera -
Foi tua companheira inseparável!

Acostuma-te à lama que te espera!
O homem, que, nesta terra miserável,
Mora, entre feras, sente inevitável
Necessidade de também ser fera.

Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa pena ainda tua chaga,
Apedreja essa mão vil que te afaga,
Escarra nessa boca que te beija!"


(Augusto dos Anjos).

Triste ser amiga de celebridade

Imagem
Muvuca no shopping. Uma gritaria dos infernos. Tentei me aproximar pra ver. Luzes, música alta. Tentei ir ao piso de cima, mas não tinha como passar pela escada entupida de gente.
Entrando numa loja perguntei a vendedora o que se passava e ela me afirmou: Erik Marmo estava desfilando aquela noite ali.
Nossa! Fiquei louca pra me espremer na multidão pra ver aquela cara linda e talvez gritar também, mas tinha mais o que fazer, e fui fazer compras de supermercado com minha mãe.
Lembrei que conheço um cara famoso. Não, eu não vou dizer o nome dele porque sei que você pode conhecê-lo. Também não vou dizer agora se eu era ou sou sua fã, só digo que ele é meu amigo, mas não há muito tempo, apesar de já tê-lo visto em revistas há algum tempo atrás e até pessoalmente.
Há exatamente um ano atrás eu o vi, num sábado à noite, lendo as centenas de milhares de cartinhas que tinha recebido, com um sorriso de satisfação no rosto. Tá, vou confessar, também mandei bilhetinhos pra ele, …

Gota D'Água

(Chico Buarque)

Já lhe dei meu corpo, minha alegria
Já estanquei meu sangue quando fervia
Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta
Pro desfecho da festa
Por favor

Deixe em paz meu coração
Que ele é um pote até aqui de mágoa
E qualquer desatenção, faça não
Pode ser a gota d'água

A paixão é um droga!

Imagem
É mesmo! E alguém duvida disso?
Ela traz a maior euforia, deixa o mundo cheio de luzes pequeninas e coloridas, te deixa tonta, flutuando, falando besteiras, rindo sem motivo, procurando "âncoras para substituir pelas estrelas da bandeira de sergipe" (by Espalhafatosa)... e quando o efeito passa, só fica aquela vontade de mais.
Mais... cada vez mais...
O vício. De um lado, com uma cara linda e uma voz gostosa.Riso contagiante. Inebriante.
A abstinência. Do outro lado com gargalhadas sepulcrais. Irônicas. Tenebrosas.
Quando não se tem mais a droga, só resta um vaziiiiio enoooooorme que nada preenche. Uma tristeza sem fim. Ânsia de vômitos. Desejo de morte. Uns comem demais, outros comem tão pouco... só resta dormir, num sono sem sonhos e chorar balançando-se na posição de ovinho, mãos entrelaçadas nas pernas, cabelos em desalinho, numa cama de ferro, num quarto branco, com paredes brancas, lençóis brancos... nenhuma paz.

Metade
(Adriana Calcanhoto)

Eu perco o c…