Páginas

sexta-feira, 30 de março de 2007

A conta e o Tempo

Deus pede estrita conta do meu tempo,
E eu vou, do meu tempo, dar-lhe conta;
Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo foi me dado, e não fiz conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta,
Eu que gastei sem conta, tanto tempo?
Não quis, sobrando tempo, fazer conta,
Hoje quero dar conta, e não tenho tempo.
Ó vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidar, enquanto é tempo, em vossa conta.
Pois aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando tempo chegar de prestar conta,
Chorarão, como eu, o não ter tempo.

Parabéns para as duas chiconas que, depois da realização do sonho da casa própria através do maior programa "habitativo" de Aracaju, de uma delas ter passado num concurso público e de estarem ganhando melhor agora (olha o sorriso das duas), finalmente deixaram de ser simples "orêas secas" e agora são ORÊAS SECAS COM NÍVEL SUPERIOR.

Estou orgulhosa de vocês!!!

quinta-feira, 29 de março de 2007

Bate papo surreais: O sarará descascado



mainha: Ontem eu ia na rua e um cara pegou no meu braço e disse: "Êêêê!!!!!"
Uma mão gelada, quando olhei vi um cara tão feio que quase dava um pulo para trás
desses sararás descascado
um horror, fiquei sentindo o lugar gelado
e tava um maior calor
qundo olhei, ele soltou o braço. Eu hein?
É cada uma que me aparece!

eu: oxe, como assim?
era um doido?
Kkkkkkkk
kkkkkkk
eu tinha dado uma carreira

mainha: KKKK, acho que ele me confundiu com outr pessoa, ou era um fantasma
kkkkk
cabra feio, de doer!

eu: kkkk
tô aqui me acabando de rir
kkkkkkk
incontrolavelmente

mainha: kkkkk
precisava ver a figura
cada uma que me acontece

eu: vou colocar essa história no blog

mainha: presepada!
Até agora estou dando risada imaginando o sarará descascado pegando no braço da minha mãe com a mão gelada e dizendo: " "Êêêê!!!!!". Mais engraçado é imaginar a cara de susto que ela deve ter feito e depois o cara saindo discabriadinho... kkkkkkk!!!! Ai, que eu não consigo parar de rir... Kkkkk!!!!

terça-feira, 27 de março de 2007

Poeminha Sentimental



Poeminha Sentimental

(Mário Quintana)

O meu amor, o meu amor, Maria
É como um fio telegráfico da estrada
Aonde vêm pousar as andorinhas...
De vez em quando chega uma
E canta
(Não sei se as andorinhas cantam, mas vá lá!)
Canta e vai-se embora
Outra, nem isso,
Mal chega, vai-se embora.
A última que passou
Limitou-se a fazer cocô
No meu pobre fio de vida!
No entanto, Maria, o meu amor é sempre o mesmo:
As andorinhas é que mudam.

(Preparativos de Viagem)

segunda-feira, 26 de março de 2007

Le.vi.a.na

Substantivo

inconsequente
imprudente
insensato
precipitado

Adjetivo

que julga ou procede irrefletidamente; inconsiderado, imprudente, sem seriedade, precipitado
de característica ou de procedimento inconsistente
que demonstra leviandade
(Brasileirismo) (Antigo) leve

Gostei do "leve"...

Rasga, mô bom, Reginaldo Rossi:

"Eu te amei
Me entreguei de um jeito
Que ninguém jamais se entregou
Amor igual ao meu
Jamais vai encontrar
Amar como eu te amo
Ninguém vai te amar
Porque você...
Ficava sussurrando junto ao meu ouvido
Mentiras misturadas com o seu gemido
E eu acreditava na sua palavra
Leviana! Fazendo mil loucuras comigo na cama
Queria acreditar que você ainda me ama
Que, apesar de tudo, eu sinto a sua falta
Leviana"!


domingo, 25 de março de 2007


Eu sinto que quando eu voltar já não existirá mais nada...

quinta-feira, 22 de março de 2007

O culto de domingo foi um benção. Bom dizer isso!

"Acharam-se as tuas palavras, e eu as comi; e as tuas palavras eram para mim o gozo e alegria do meu coração; pois levo o teu nome, ó Senhor Deus dos exércitos.
Não me assentei na roda dos que se alegram, nem me regozijei. Sentei-me a sós sob a tua mão, pois me encheste de indignação.
Por que é perpétua a minha dor, e incurável a minha ferida, que se recusa a ser curada? Serás tu para mim como ribeiro ilusório e como águas inconstantes?
Portanto assim diz o Senhor: Se tu voltares, então te restaurarei, para estares diante de mim; e se apartares o precioso do vil, serás como a minha boca; tornem-se eles a ti, mas não voltes tu a eles.
E eu te porei contra este povo como forte muro de bronze; eles pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo para te salvar, para te livrar, diz o Senhor.
E arrebatar-te-ei da mão dos iníquos, e livrar-te-ei da mão dos cruéis".

(Jeremias 15:16-21)
E hoje estou com raiva de mim mesma por ser tão inconstante. Só Deus pra ter misericórdia!

quarta-feira, 21 de março de 2007

O teu amor é uma mentira que a minha vaidade quer... 
-- Cazuza

terça-feira, 20 de março de 2007

Uma criança com seu olhar

Aqui estou na difícil missão de levar a você
Uma mensagem que possa ser
Como uma luz ou um mantra,
nós não somos mais crianças
Um dia acontece, a gente tem que crescer

Temos que encarar a responsa
Eu não deixei de achar graça nas coisas
Simplesmente hoje eu quero ser levado a sério
As coisas mudam sempre mas a vida não é só como eu espero

Existe um dom natural que todos temos
Nossas escolhas vão dizer pra onde iremos
Mas se for pra falar de algo bom
Eu sempre vou lembrar de você

Difícil não lembrar do que nunca se esqueceu
Fácil perceber que seu amor é meu
Difícil não lembrar do que nunca se esqueceu
Fácil perceber que meu amor é seu

Eu quero estar amanhã ao seu lado quando você acordar
Eu quero estar amanhã sossegado e continuar a te amar
Eu quero um sonho realizado, uma criança com seu olhar
Eu quero estar sempre ao seu lado, você me traz paz

(Charlie Brown Jr)

sexta-feira, 16 de março de 2007

Lembrar é o nosso final feliz



"Lembrar é o nosso final feliz
Você vai lembrar... você vai lembrar sim...
Você vai lembrar de mim".

(Nenhum de Nós)

Como está escrito na Bíblia: "Não há nada encoberto que não venha a ser revelado..."
E como diriam os Power Rangers: "Tá na hora de morfar!"
Nada de torpedos, nada de scraps, e-mails ou telefonemas. Mais uma vez acabou, chegou ao fim, na minha poesia já não tem mais seu nome. Sem dramas, sem traumas, como um peso retirado da alma. Nada de choro, nem vela, nem missa na capela. Acabou-se o luto. As almas já foram encomendadas. Que Deus as tenha. E Paris que me aguarde!

A única coisa que me deixa muito triste é que no final não resta nada do que antes parecia ser tudo. Em mim, nunca resta amizade, afeição, consideração, nada. É como se a pessoa nunca tivesse existido.

terça-feira, 13 de março de 2007

Como tem gente ridícula no mundo

Ridículo quem imposta a voz pra parecer educado sem ser. Quem quer aparentar ser o que não é.
Ridículo esse bando de marmanjos que estão no mundo só pra pegar mulher e contar pra os amigos. Que falam palavrão e acham bonito. Que peidam, arrotam e cospem e acham isso o máximo. Enchem a cara e andam em alta velocidade e beijam todas porque isso é que ser "homem".
Ridículo homem de 30 anos que age como guri de 12. Homem velho que namora menina nova e ingênua, dá nó, engana, trai e pinta a miséria e ainda conta pra todo mundo como se fosse uma grande vantagem.
Ridículo quem quer tirar vantagem de outro, que se aproveita dos bens materiais do próximo. Quem mente e pensa que engana. Quem não tem afeto por ninguém e banaliza o sexo e sentimentos alheios.
Ridículo cara casado que se acha no direito (e dever) de paquerar e passar a tarde na casa de "amigas", de "fulozô", enquanto a mulher se anula cuidando das crias em casa.
Ridículos são esses caras paias, operários da construção civil, de bicicleta, marmita vazia dentro da bolsa plástica do "mercadinho", com sandália havaiana remendada com "birilo", que se acham o próprio Thiago Lacerda, e ainda têm coragem de paquerar as patricinhas na rua.
Ridículos são os motoristas de caminhão velho, levando um monte de bagaceira atrás, que te mandam beijinhos no trânsito.
Ridículas são as pessoas com certo nível de cultura que têm dentes faltando na boca e vivem ostentando isso. Riem e se divertem com várias banguelas nas laterais da arcada dentária. (pavoroso!)
Ridículo mulher feia que se acha "a gostosa". Mulher briguenta que vive, com uma voz esganiçada, a chamar a atenção de todo mundo e ainda se achando "a correta".
Ridículo é esse povo vazio que nada tem a acrescentar e ainda quer lhe tirar o pouco que você tem.

Meu Deus, como tem gente ridícula nessa vida! E até a vida é de certa forma ridícula...

segunda-feira, 12 de março de 2007

Atitude


Ô, se faz...
Porque não vou me arrepender nunca de ter cedido àquele beijo furtivo no último banco do ônibus...

segunda-feira, 5 de março de 2007

TÉDIO

Sabe esses dias em que horas dizem nada
E você nem troca o pijama, preferia estar na cama
Um dia, a monotonia tomou conta de mim
É o tédio, cortando os meus programas, esperando o meu fim

Sentado no meu quarto
O tempo voa
Lá fora a vida passa
E eu aqui à toa
Eu já tentei de tudo
Mas não tenho remédio
Pra livrar-me deste tédio

Vejo um programa que não me satisfaz
Leio o jornal que é de ontem, pois pra mim , tanto faz
Eu já tive esse problema, sei que o tédio é sempre assim
E se tudo piorar, não sei do que sou capaz

Tédio, não tenho um programa
Tédio, esse é o meu drama
O que corrói é o tédio
Um dia, eu fico sério
Me atiro deste prédio.
Atualizando (?) com o vídeo da década de 80.