Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Nadinha

Amanhã é um novo dia. Um novo outro qualquer. Eu queria te dizer que eu sinto muito, Zé. Mas eu não posso te dizer isso porque a verdade é que eu não sinto mais nada. Nadinha, Zé. 
Tati Bernardi
"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê"!
 Florbela Espanca

Esperança...

Imagem

Para a posteridade

Imagem
Sentimento de posse e de pertencimento. Eu sou delas e elas são minhas. Por elas mato e morro. Brigo por elas, choro com elas e, o melhor de tudo, dou altas gargalhadas com elas. A gente se entende no olhar, no silêncio e no barulho também. No "zuada, meninos", na gaiatice, nas piadas internas, nas caretas. Minhas primas. Minhas irmãs. Meus sobrinhos. Minha vida.