Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2006

Ai de mim que sou romântica

Uma nova série:
Ai de mim que sou romântica

É estranho encontrar uma agenda do ano 2000, ler coisas de um tempo passado e ver todo o meu presente ali escrito.
É como se nada tivesse mudado, como se eu tivesse parado no tempo, congelado. São as mesmas histórias com coadjuvantes diferentes, mas as mesmas lágrimas, os mesmos sonhos e desilusões, o mesmo romantismo ridículo.
Mudou nada não. O pior é pensar que talvez não mude nunca e eu tenha que morrer desiludida, velha, seca e sozinha.
Em 28 anos de vida (abafa o caso!) tive muitos amores. TER não é o verbo correto, mas ao conjugá-lo tento manter, mesmo que em vão, a ilusão que a mim persegue por tanto tempo.
Amei... isso é verdade, ou talvez não, mas não vamos entrar em detalhes... gostei,pode ser, de Ricardo, Douglas, Nailton, Elvo, Ronald, Fábio, Beto, Anselmo, Carlos... ah, Carlos... amei-os, mas não necessariamente nessa ordem. Mas quantos deles me amaram?

Ele era lindo como um deus grego. Destacava-se na multid…

O primeiro jogo do Brasil ontem foi cômico

Não estou falando do jogo em si, estou falando da platéia, do local e dos comentários de um bando de mulheres. Dá pra imaginar? Vamos então à análise do resultado:

Os homens que lá estavam assistiram todo o jogo sentados na beira da cadeira e com um copo de cerveja do lado. Quando acontecia um lance a gol todos se levantavam como se tivessem treinado a coreografia num pinote seguido por braços levantados. Se o gol não saía, xingavam um palavrão, passavam a mão na cabeça e em seguida sentavam novamente na beirada da cadeira, espigados, prontos para o próximo lance.
Mulher já é diferente. Eu estou falando "mulher" se referindo as que estavam comigo na casa de Gis no jogo de ontem, porque se fossem mulheres como a minha mãe, que entende de futebol mais do que o próprio treinador, aí sim, os comentários e as reações seriam outras.
Mas normalmente mulher senta de perninha cruzada e fazendo cara de que sabe pelo menos pra que lado os jogadores devem correr. Quand…
Estou querendo selecionar alguns posts e gostaria da colaboração dos meus leitores (dois no total).
Gostaria que deixassem nos comentários quais posts acharam mais engraçados ou mais interessantes, qual história foi mais divertida ou mais bem descrita.
Sua colaboração será para mim de grande proveito.
Em breve grande novidades.

Beijos a todos!

p.s.: Feliz Aniversário para Davi (foi ontem, mas nunca é tarde para parabenizar alguém por mais um ano de vida).

Agora a minha vida se resume a:

Sentir frio, fome e sono o dia inteiro no trabalho, louca de vonta de ir pra casa...
e chegar em casa, dormir sem nem conseguir levantar pra trocar a roupa do dia inteiro.
Somente.
Não consigo mais ir pra academia, não consigo estudar piano (detalhe: meu teclado não funciona mais direito. Não sei por quê. O bichinho só tem 20 anos), não consigo estudar mais nada, nem ficar na internet até dar um dor na munheca eu fico mais.
Eu não sei de onde vem tanto sono. É sério! Eu tento abrir os olhos, tento levantar, mas não consigo. É como se eu tivesse desmaiada. Horrível! Acho que estou doente.
Agora esse negócio de acordar de madrugada pra trabalhar, sinceramente, eu sempre disse que é coisa pra peão. Eu estudei pra caramba e agora estou nessa de novo.
Quando era no DESO pelo menos eram apenas 6 horas corridas, mas nem vou lembrar desse tempo, porque, ô horinhas da tarde desperdiçadas! Eu dormia a tarde inteirinha, não fazia mais nada, ficava no computador até meia-noite…