Escolhas

E ela preferia a tristeza ao desejo, mesmo sabendo que não tinha o direito de escolha. Era sempre ele que dava as cartas, que ia e vinha quando bem entendia. Ela sempre preparava a casa, enquanto ele só tocava a campainha e corria, como o menino moleque que sempre foi.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Eu sou do Trecho

Cortina Longa x Cortina Curta