GerentA

Eu sempre disse: "Um dia eu vou ser gerente"... só que não pensei que esse dia chegaria tão rápido. Então sou. GerentA. Ao longo (adoro essa expressão) dos meus 13 anos de carreira como engenheira, me deparei com vários tipo de gerentes. A maioria deles recebeu o meu grande carimbo de Incompetentes e Inúteis, outros me ensinaram e me agregaram tanto conhecimento, que gostaria de hoje poder agradecer a cada um deles. Então sou. Sim, GerentA. E sempre disse que seria  a melhor gerente que você ouviu falar. Você - meus colegas de trabalho - que assim como eu, sofriam com as incompetências, com as arbitrariedades, com a falta de humanidade. Sofriam com o tratamento de "máquina" dada aos humanos, com a cobrança de produtividade sem limites, com o descaso pelo ser humano em detrimento único do dinheiro e do "reconhecimento" às custas do trabalho semi-escravo de outros. Sim, serei a melhor gerente-mulher que você já ouviu falar, mesmo que seja apenas no âmbito em que vivo, no local em que trabalho, mesmo que seja pequeno esse campo, serei a melhor. Parece discurso de político em época de eleição, né? Parece. A diferença é que nesse caso, eu já fui eleita. Para quem estava esperando a minha queda para "chutar cachorro morto" (expressão que ouvi por esses dias), uso uma frase célebre da grande pensadora contemporânea Valeska Popozuda:  "Late mais alto que daqui eu não te escuto". Porque eu sou Gerenta, mas não sou obrigada. 

:)



Comentários

  1. Isso já foi o primeiro presente de níver antecipadíssimo! Parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário aqui é soberano!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta