Ansiedade

Ansiedade
De ter-te em meus braços
Murmurando palavras de amor
Ansiedade
De ter os teus encantos
E tua boca voltar a beijar

Quem sabe estão chorando
Meus pensamentos
As lágrimas são pérolas
Que caem no mar
O eco adormecido
Desse meu lamento
Te fez estar presente
No meu sonhar

Quem sabe estás chorando
Ao recordar-me
E aperte o meu retrato com frenesi
E chegue ao teu ouvido
A melodia selvagem
Que é toda essa tristeza de estar sem ti

(Ansiedade - Fagner)

 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Eu sou do Trecho

Cortina Longa x Cortina Curta