Não suporto gente...

A síndica do meu condomínio é um tipo que faz fofoca e intriga entre os moradores. Nunca fui muito com a cara dela, sempre a achei muito linguaruda e fofoqueira. Vivia a comentar sobre a mudança de alguns moradores e se as suas coisas mostravam se eram bem financeiramente ou não. É do tipo que cataloga os que "ganham bem" e os que "ganham mais ou menos-como-é-que-conseguiram-comprar-apto-aqui?". Desse modelo. Se eu já tinha motivos pra não gostar dela, com aquela cara branca de protetor solar a caminhar pelo condomínio falando alto, hoje completei a ojeriza com uma única frase que ouvi dela: "Não suporto gatos". 

Sei que falou para que eu ouvisse, uma vez que sabe que eu amo e crio gatos, mas, sinceramente, não estava a fim de saber e não pedi a opinião dela. Essa afirmação de boca cheia "não suporto gatos" eu já ouvi de muita gente. É essa ou aquela: "não gosto porque tenho alergia". Normal. Mas depois que aprendi que rotular pessoas faz a vida mais fácil de ser entendida, rotulei que "pessoas que não suportam gatos" não são pessoas boas. Simples assim. "A compaixão pelos animais está tão ligada a bondade de caráter, que se pode afirmar que quem é cruel com os animais, não pode ser bom", já dizia Schopenhauer e eu repito agora. 

Pessoas não suportam gatos, pelo simples fatos que os gatos não a suportam. Gatos só interagem com gente do bem. Só se encostam em suas pernas e pedem carinho a pessoas que ele sentem que são acessíveis, que são cuidadosos. Só grungam de felicidade com pessoas que eles se sentem seguros, tranquilos, confortáveis. Então, não adianta, se você não gosta de gatos, é porque não tem energia boa o suficiente pra que eles se aproximem e te cativem. Ou então você é do tipo desinformado, que desconhece o quanto os felinos são fascinantes, com meu marido foi assim. Tolerou Mia porque me achou sozinha e ela me fazia companhia. Tolerou Pérola porque Mia se sentia sozinha quando eu não estava. Tolerou Pietra porque eu o convenci que ela era a minha pretinha da sorte e era a gata mais educada do planeta (e é! Mas já tá virando uma folgada como as outras.). Tolerou Lilie, por que, enfim, ninguém resiste aqueles olhinhos azuis, aquela carinha de bebê e aquele miado dengoso. 

Hoje ele não tolera as minhas filhas (não são NOSSAS filhas porque ele teima em dizer que pai de gato é que não é), ele não tolera meus inquilinos do lar temporário... ele não tolera, ele os ama! Ele é entregue as minhas filhas. Ele cuida, ele dá banho, ele dá iogurte de colherzinha, ele adora o motorzinho delas. Ele as ama. Ele passou a conhecer esses bichinhos e hoje sabe o quanto eles são especiais. 

Então, querida, querido, que não suporta gatos, só te digo uma coisa, EU NÃO SUPORTO GENTE COMO VOCÊ. E desejo que na próxima encarnação você venha como um gato, se você acredita em vida após a morte. Como eu não acredito, só espero que você tope com um gato de rua bem bravo e encha essa sua cara branca com belas listras vermelhas. Só desejo isso. Assim você terá um motivo real pra não só não suportar, mas odiar. E a recíproca será verdadeira. Passar bem. 

Comentários

Postar um comentário

Seu comentário aqui é soberano!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta