Casa do Pai

Longe demais
Longe do abraço apertado do pai
A imaginar que o seu pecado
Não tem perdão

Tenta lembrar
Onde a fé começou a morrer pra você
Ideias, amigos, lugares
Não é possível saber

A passos bem firmes
Você vai entrando na escuridão
Se acha tão forte
Mas nem imagina que já é o fim

Por que tanto orgulho?
Por que tanta mágoa e desilusão?
Se o pai que te ama
Jamais desistiu de você

A casa do Pai
Parece um passado distante
Mas Ele está ainda esperando você

Por que continuar
Vivendo dos restos do mundo?
Se na mesa do Pai
Seu lugar nunguém vai ocupar

Não há onde ir 
O amor dele sempre te alcança
O Pai quer você
De volta pra casa pra sempre

A passos bem firmes
O Pai sai tentando te encontrar
Você se esconde
Talvez tenha medo da repreensão

Mas Ele te ama
E com um abraço o temor se vai
Corra então pros seus braços
Não tente fugir nunca mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Eu sou do Trecho

Cortina Longa x Cortina Curta