Por que duvidaste?

Depois de todo o pavor, eis que surge uma coragem e uma certeza vinda não sei de onde. Saí do barco, fui ao encontro do Mestre, pisei na superfície do mar, o vento me assustou, senti que ia afundar, gritei: "Senhor, salva-me". E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-me, dizendo: Mulher de pouca fé, por que duvidaste?

Senhor, quando está tudo muito silêncio é a hora em que a saudade dói mais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta