A Ratinha


Tinha uma réstia de luz que vinha da janela. Ela deitou naquele risco de sol, brincou, rolou e depois parou observando a claridade. Enquanto isso eu a observava. Nem sabia ela que daqui a pouco eu ia ter que levá-la pra sua segunda adotante, torcendo que dessa vez ela fosse bem cuidada e não fosse devolvida. Queria poder ficar com você, minha Ratinha, mas só posso pedir a Deus para olhar pelas suas 7 vidinhas. Que você seja muito amada.



Comentários

  1. Amiga, gatos rendem fotos lindas! Continue nessa onda de caridade e quando quiser fotografar Farturinha e Cristina, é só combinar,rs. Ele tá um monstrão e ela é uma oncinha peluda que ou eu resgatava ou ela morria.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário aqui é soberano!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta