Reunião de Condomínio


Em mais de 10 anos que moro no mesmo condomínio acho que só participei de 2 reuniões, já nesse novo, meu futuro lar de mulher casada, antes mesmo de receber as chaves, já estou participando da terceira reunião em pouco mais de 1 mês.

Fico impressionada como tanta gente aparentemente inteligente se reune pra discutir tanta babaquice, quando apenas o bom senso e a educação resolveriam. Item por item da convenção foram sendo discutidos. Mais de meia hora foi gasta só para se discutir o item de proibição de bichos dentro das unidades autônomas. Pode ou não pode criar bicho dentro do apartamento? A mulher do meu lado esquerdo me confessa que veio do interior só pra saber isso, pois tem um cachorrinho e não larga ele por nada. 

Meia hora se passou e chegou-se ao consenso: Pode criar bicho dentro de apartamento. Mas aí alguém grita do fundão: "E cobra, pode?". Outro se empolga e comenta: "Então aranha também, não é?" Uma criança pergunta: "E meu rato branco"? Volta-se toda a discussão e muda-se o item, dessa vez proibindo a criação de animais exóticos, peçonhentos e silvestres. Pensa que acabou? Não. Dessa vez a mulher do meu lado direito reclama: "Então não posso trazer meu papagaio"? Outro questiona: "Tem licença do IBAMA"? E segue-se mais uma discussão interminável sobre leis ambientais e definições sobre o que é ou que não é um bicho exótico. 

O item seguinte era sobre quanto o síndico poderia gastar. Discute-se, discute-se. Já não basta a confusão, ainda aparece o vizinho advogado com sua prepotência inata (acho que prepotência deve ser uma cadeira da faculdade de Direito) que se levanta para dizer: 
"Incluso data venia, esse texto é de fácil redação, basta apenas retirar o parágrafo da alínea do inciso do item tal e escrever Ad referendum".
Que porra é ad referendum? O texto ficou mais confuso, mas o tal advogado falou com tanta propriedade que todos se calaram. Apenas a mulher do meu lado esquerdo foi honesta a me dizer: "Mulher, desculpe, eu sou burrinha, mas isso tem a ver com meu cachorro"? Eu ri e disse que sim, induzindo ela a levantar a mão para votar, em quê ela não sabe, e eu só sei que quando senti minha bunda ficar quadrada no banco duro do jardim, levantei e fui embora, pois naquele momento minha bunda era mais importante que a aranha da vizinha.

Falei e disse.

Comentários

  1. Fala sério...rs
    Morei durante 4 anos em apto., mas nunca participei dessas infundáveis reuniões...ngm merece. Meu marido foi em algumas, mas depois tb desistiu, coitado.
    é como diz um conhecido nosso..melhor lidar com bicho do que com gente,afe. Ô povinho...
    Beijos!!!!
    Vivi

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8:02 PM

    pelo amor de deus dona soberana coloca besteira !!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc ainda morre de inveja de mim! kkkkkk!!! Vai entender gente que nem tu que só tem cocô na cabeça...

      Excluir

Postar um comentário

Seu comentário aqui é soberano!

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta