Todo dia era dia de índio...

E atire a primeira flecha quem nunca voltou da escola assim:



Mas hoje bem é o meu dia. Minha família materna é comprovadamente descendente dos índios da tribo Pankararu, lá do Brejinho da Serra-PE. Descendentes de índios, com direito a carteira do FUNAI e dança do toré. Sim, apesar de ter retirado o sobrenome "da Silva" da família da minha mãe, apesar dos cabelos ruins e a bunda grande de negra, apesar dos olhos azuis portugueses da vovó, sou "da Selva", sim, eu sou uma ÍNDIA. Parabéns pra mim, então.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta