Amor e honestidade

Tá aí uma coisa que eu nunca vou entender. Hoje em dia ninguém é obrigado a casar com ninguém, muito menos a permanecer casado, então por que cargas d'água ainda tantos casamentos são feitos pelos motivos errados? 

O cara acabou de casar, nas redes sociais ainda pipocam fotos da sua união, noivado, casamento, passeios, festinhas, beijos, abraços, declarações de amor, o que for, enquanto em off, na surdina, por debaixo dos panos, ele ainda pensa e procura pela ex namorada, pela ex amante ou ex qualquer coisa. Manda recadinhos, diz que sente saudades, fala em arrependimento... cara, isso me intriga! Mais do que isso, me irrita! Para que casou, então? Para que empatar a vida de outra pessoa se a última coisa que quer é fazê-la feliz? Se ainda deseja a ex, por que não ficou com ela? Por que, covardemente, deu pra trás, magoou, abandonou? Usou tantas palavras absurdas, ferinas, assassinas, e agora, depois de tanto tempo, depois de tanto silêncio, volta com palavrinhas soltas adoçante de ouvidos? Isso só pode ser um caso de psicopatia, uma doença horrível, onde o sentimento do outro é posto em último lugar. 

Eu abomino a mentira. Abomino o fingir e o querer enganar. Nesses casos minha primeira reação é "rasgar o galo", abrir o verbo. Sou sanguínea demais para pôr panos quentes na situação, sou dessas que vão atrás das partes envolvidas, colocam as cartas na mesa, acentuam todos os is, até que a situação esteja toda esclarecida. Já tomei essa atitude algumas vezes e mesmo saindo por ruim na história, me senti vitoriosa por pensar que nunca mais seria enganada, não pela mesma pessoa. Ainda uso e abuso da máxima: "o que não quero para mim, não desejo para os outros". Da mesma forma que não aceitaria ver o meu marido apaixonadinho e saudoso por uma ex ou por outra qualquer, também não aceito que o marido de outras se digam apaixonado por mim (ou por quem quer que seja) e mande mensagens de arrependimento ou desculpas. Se ex fosse bom, não seria ex, seria atual. Se casou, tá casado, ado, ado, ado, cada um no seu quadrado. E seja bem feliz.

Sou a favor da conversa aberta, sincera e honesta. Casos mal resolvidos só tendem a estragar uma nova relação (ou uma antiga que foi reatada), então converse, criatura, dialogue, se abra, só não queira enganar. Lembre-se: uma união madura é baseada na honestidade e no amor. O que passar disso é anátema. 


Comentários

  1. Calma aê, q nunca mais eu tinha vindo aqui e vou até ao google saber o que é "anátema"! Ontem tava relembrando uma história sua que acompanhei há anos atrás, sobre ir atrás da verdade e usei esse exemplo para aconselhar alguém. Acho tta desonestidade esse comportamento e fico triste ao ver hj se falando em casório com contrato de prazo de validade!Por isso nosso mestre disse: seja o vosso sim, sim e o vosso não, não, o que passa disso vem do maligno.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário aqui é soberano!

Postagens mais visitadas deste blog

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Eu sou do Trecho

Cortina Longa x Cortina Curta