Filhos, Filhotes, Bichos e Bichanos

Ai, cansada de tando estudar. Hoje foi uma maratona, desde as 8 da manhã e ainda tem mais um tiquinho de Constitucional que quero ver... Constituição Federal, sua linda! 

Marido meu agora resolveu chamar nosso futuro filho de "Concurso". Porque é um tal de adiar essa gravidez para depois do concurso, e todo mês tem um concurso, e agora já apareceu mais um para o mês de novembro, e tem mais outros que vão abrir ainda esse ano... coitado de Concurso, quer dizer, de Ian Nicolas. 

Por falar em filhos, por onde marido meu passa os bichos dão cria. Nunca vi uma coisa dessas. Logo quando ele chegou em Maceió, uma gata do hotel quase deu cria debaixo da sua cama, foi por pouco. Depois que mudou para Messias-AL, mais um gata para ele criar e seus 4 gatinhos. Apesar dele não gostar nadica de nada de bichanos, o seu coração bom faz ele cuidar dos bichinhos. Não tem muito afeto, mas cuida. Até ficou acordado (e me acordando) a noite inteira no dia do "parto", praticamente segurando a pata da gata, enxugando o suor da testa, auxiliando na respiração cachorrinho (?) e me perguntando a todo momento quantos gatinhos uma gata poderia ter, será que vai sair mais um? O que fazer com a placenta? - Criatura do céu, a gata come a placenta e limpa os gatinhos todos, não se preocupe. - respondi, imaginando a cara de nojo dele. Ele nunca judiou das criaturinhas, nem mesmo quando a esfomeada da gata derrubou e comeu toda a comida do bandeco que ele trouxe do restaurante e guardou em cima da geladeira para jantar. 

Dessa vez, trabalhando em Carmópolis, foi a vez de uma cachorra dar cria a 9 cachorrinhos. E eu que aguente todo dia ele me contar a mesma história: que os cachorrinhos são lindos, que estão gordinhos, que a vaca deu uma carreira na cachorra e ela machucou a teta ao passar embaixo do arame farpado, e agora ela tá sofrendo com os cachorrinhos mamando  na teta ferida, e trataram a teta da cachorra, e um dos cachorrinhos sumiu, e tava dentro do tubo, e se melaram na lama, e deram banho nos cachorrinhos... aaaaaaaaaahhhh, cale-se, cale-se, cale-se, você me deixa loucaaaa!!!  

Mas o bonitinho é ver ele tentando me convencer a trazer uma cachorrinha para casa, faz até bico para ver se me deixa sensibilizada: "Vida minha, tem uma cachorrinha lá, nabuquinha, linda, assim, você precisa de ver, tá tão gordinha, tão lindinha". E me mostra o tamanho dela juntando os dois polegares e esticando os indicadores: "Desse tamainho, Bebê, a coisa mais linda".

Eu: "Hum-rum".  Fingindo desinteresse para desmotivá-lo, mas com o coração partindo ao ouvi-lo completar: "Se a gente morasse em uma casa, eu juro que ficava com ela". 



A tal cachorrinha nabuca é essa mais clarinha. E não é que a danadinha é bonitinha mesmo! Mas deixa ela lá no canteiro, lá tem  mais espaço, né? Ela vai ser mais feliz, com certeza. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

Como curar panela de pedra sabão - a saga

Cortina Longa x Cortina Curta