Eu e minha ansiedade.
Eu e minha mania de achar que tudo é definitivo.
Eu e minha mania de ver a última frase do último capítulo de um livro.
Hoje não tenho nada a dizer. Apenas copio e colo um texto que vi no blog de uma amiga. E ele já diz tudo.

"Sabe qual é meu sonho secreto?
Que um dia você perceba que poderia ter aproveitado melhor a minha companhia.
Que um dia imagine o quanto teria sido ótimo estar ao meu lado, mesmo quando eu estava gripada.
No entanto, sei que você está a cada dia que passa mais fugidio.
E eu me limito a me surpreender com as circunstâncias da vida. Que me levaram a viver esse papel: o da mulher que quer mais um pouquinho.
Constrange-me existir nesse personagem Chico Buarque, dolorida, bonita sendo assim, meio tonta, meio insistente, até meio chata.
Nunca precisei aborrecer ninguém antes, então atuo por instinto, cansando-me facilmente.
E que fique claro que não é por estar você dessa forma, tão esquivo, que o desejo tanto.
Desejo-o porque desejo. Estúpida. Latina. Bethânia.
Ainda creio que você, quando eu menos esperar, possa me chegar com um verso em atitude
."
(Fernanda Young)

Hoje me deram uma notícia boa mas que poderia e um dia será ruim. Fiquei abalada. Vi que minha vida em breve vai mudar de novo.
Uma parte de mim acha isso ótimo, a outra parte tem medo.
E eu só queria que ele ligasse pra que eu pudesse contá-lo e conversar, como sempre fiz. Mas isso não vai acontecer. O telefone não vai tocar. Nem aqui, nem lá. Então saí, mesmo na chuva. E jantei na casa de amigos. E fui atrás de mais uma coisa pra fazer. Mais uma coisa pra ocupar meu tempo. Porque é só ele que eu tenho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eu sou do Trecho

MINHA ROSA É ÚNICA NO MUNDO

Como curar panela de pedra sabão - a saga